Teresópolis toda na Internet

Guia de Compras Tempo Eventos Tv & Cia Notícias Volta

 

AfroReggae e Odebrecht em projeto social no Fischer

Parceria com a Secretaria Municipal de Educação

Secretário Leonardo Vasconcellos com Naira Pereira e Adriana Vital - Foto: Marcelo Ferreira
Teresópolis, 16/07/2015 - A Secretaria de Educação de Teresópolis, firmou parceria com o Consórcio Social Travessia, formado pelo Grupo Cultural AfroReggae e Odebrecht, para atender a Escola Municipal Heleno de Barros Nunes.

O projeto tem previsão de duração de dois anos, envolve uma equipe multidisciplinar e conta também com a participação direta do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do Fischer.

“Um projeto desse porte, desenvolvido em uma comunidade carente, como a do Fischer, com certeza nos trará inúmeros dividendos”, analisou o secretário municipal de Educação, professor Leonardo Vasconcellos.


Além de Teresópolis, apontada para receber o projeto em função da tragédia de 2011, nove cidades foram escolhidas para as ações do Consórcio Social Travessia: Areal, Engenheiro Paulo de Frontin, Macuco, Pinheiral, Rio das Flores, Santa Maria Madalena, São José de Ubá, Trajano de Moraes e Varre-Sai.

“Teresópolis foi contemplada entre essas dez cidades em função da calamidade de 2011, então nossa intenção é trabalhar junto às famílias e ao equipamento mais importante da cidade, que é a escola. Para firmarmos essa parceria na Escola Heleno de Barros Nunes, contamos com a ajuda do CRAS, porque esse projeto visa trabalhar tanto a política de educação, quanto a de assistência social, integradas para ajudar alunos e famílias”, explica Naira Pereira, coordenadora do Consórcio Social Travessia em Teresópolis.

Trabalhando com o apoio de uma equipe multidisciplinar, o Consórcio Social Travessia procura dar apoio aos professores na organização de novos processos pedagógicos, apoiar práticas inovadoras, aplicar o questionário de Risco Social Familiar para conhecer as privações dos alunos e construir um plano individual de capacitação.

Adriana Vital Santana, coordenadora de Educação do Campo e Diversidade da Secretaria Municipal de Educação, acompanha de perto a implantação do projeto, com reuniões semanais realizadas todas as quintas-feiras. Segundo ela, os objetivos finais do projeto são transformar vidas e mudar a realidade da comunidade. “Através de diversas ações, buscamos o aumento da participação dos pais e responsáveis na escola e a diminuição progressiva da evasão e da repetência”, explica Adriana.

Portal Terê - Com informações da AssCom PMT
 

 

RSS Portal Terê

Siga o Portal no Twitter

Blog do Portal Terê


Copyright Portal Terê ®  Informática Ltda - Teresópolis - RJ - 2001-2015
Expediente - Editoria e Colaboradores - Clique aqui